A nossa história

 

História agrupamento 1
   
Os primeiros grupos
   
Dirigentes históricos
   
Os primeiros chefes
   
   
   

História agrupamento 1

   No anuário editado pela Junta Regional aquando das comemorações dos 50 anos do C.N.E. está escrito na parte do historial do agrupamento o seguinte: “O Nº1 significa que vêm da fundação do C.N.E. em 27de Maio de 1923”, a esta afirmação podemos acrescentar que a história do Agrupamento Nº1 está intimamente ligada ao nascimento do Corpo Scouts Católicos Portugueses / Corpo Nacional de Escutas. Recordamos que entre os que estiveram na 1ª reunião efectuada em 24 de Maio de 1923 estavam, entre outros, Américo do Vale Barbosa (que foi chefe do grupo nº1 – S. Jorge) e Adolfo Santos da Cunha (que foi chefe do grupo nº3) e Rev. Padre Portela (chefe da alcateia nº1 – D. Fernando). 

   Como é do conhecimento geral, D. MANUEL VIEIRA DE MATOS ficou impressionado com o comportamento e com o trabalho efectuado pelos escuteiros italianos durante o Congresso Eucarístico Internacional, realizado em Roma, e no qual esteve acompanhado por Monsenhor Avelino Gonçalves. É preciso também não esquecer que meia dúzia de anos antes tinha terminado na Europa a I Grande Guerra (1914-1918), que destruiu e dilacerou a maior parte dos países do “velho continente” e que deixou sequelas de empobrecimento físico e espiritual durante décadas. Ao invés, o escutismo, apesar de todas as dificuldades sofridas, continuou e continuou porquê? Porque Baden-Powel tinha semeado, com os seus princípios, uma base sólida que ainda hoje perdura, e essa é, sem dúvida, aqueles que foram e são leais, corajosos, abnegados, em resumo, numa só palavra, O JOVEM. 

   Logo após a primeira reunião efectuada, no nº 21 da Praça do Município, os jovens da cidade de Braga começaram a afluir ao Paço Arquiepiscopal aos magotes para entrarem para os escuteiros. Assim, podemos afirmar, conscientemente, que esta foi a primeira sede dos escuteiros e daquilo que é agora o AGRUPAMENTO Nº1. 

   Convém não esquecer que durante os primeiros meses do nascimento do C.S.C.P. não existiam grupos formados e oficializados, por isso, os escuteiros eram conhecidos por Scouts de Braga. Também para conhecimento geral, nestes primeiros meses em que não existiam grupos organizados, pode-se afirmar que os primeiros dirigentes dos Scouts de Braga foram, entre outros: Capitão Graciliano Marques e Soares da Silva, como primeiros assistentes, Monsenhor Avelino Gonçalves e Padre Luís Manuel dos Santos Portela. É de salientar que estes dirigentes acumulavam os cargos de comissários regionais e directores diocesanos (o equivalente a dirigentes e assistentes da Junta Regional). 

   Segundo arquivos antigos, existiu um espaço de tempo (meses) em que o C.S.C.P. foi dissolvido por influências políticas. Estamos a falar do espaço que medeia entre a portaria 3824, publicada em 26 de Novembro de 1923, e o decreto 9729, de 26 de Maio de 1924, pelo que os diversos grupos eram conhecidos por SCOUTS de Braga, Viana, etc. 

 
Copyright © 2012 - Agrupamento 1 - Sé - Braga - Corpo Nacional de Escutas - Escutismo Católico Português